Recomeçam esta terça-feira os ensaios do espectáculo “As Orações de Mansata”, produzido pela Cena Lusófona no âmbito do projecto P-STAGE. Depois de um primeiro mês de trabalho em São Tomé, o elenco está agora em Coimbra, Portugal, onde ficará até à estreia, marcada para 17 de Outubro.

 

Rogério Boane e Marleny Musa - leitura pública de "As Orações de Mansata" no Liceu Nacional de São Tomé, a 29/08/2013 (foto: Sofia Lobo)

Rogério Boane e Marleny Musa – leitura pública de “As Orações de Mansata” no Liceu Nacional de São Tomé, a 29/08/2013 (foto: Sofia Lobo)

“As Orações de Mansata” é uma peça do escritor guineense Abdulai Sila, publicada na colecção de dramaturgia de língua portuguesa da Cena Lusófona. A associação escolheu-a para o momento central do P-STAGE – Portuguese-Speaking Theatre Actors Gather Energies [IV Estágio Internacional de Actores], projecto de formação, criação e difusão teatral financiado pela União Europeia no âmbito do programa ACP Cultures.

Dirigido pelo encenador português António Augusto Barros, o elenco integra 13 actores, oriundos de seis países lusófonos: Angola, Brasil, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Para além da Cena Lusófona, que coordena o projecto, a iniciativa envolve ainda o Elinga Teatro, (Angola), a AD – Acção para o Desenvolvimento (Guiné-Bissau), a Sol – Movimento de Cena (Salvador, Brasil), a Companhia de Teatro de Braga, A Escola da Noite e o Theatro Circo (Portugal). Conta com o apoio da empresa de telecomunicações angolana Multitel e do Governo de São Tomé e Príncipe.

Anúncios