Rogério

Rogério Boane (Maputo, Moçambique, 1978)
Actor da Companhia de Teatro de Braga, Portugal.
Nasceu e começou a sua carreira artística em Moçambique como bailarino do Grupo de Canto e Dança Milorho. Ainda em Moçambique, participou como actor na peça “O Poder da Terra”, do Grupo de Teatro Xitlhango, e foi escolhido para representar o seu país na peça “Quem come quem”, integrada no projecto Viagem ao Centro do Círculo, uma co-produção Cena Lusófona, A Escola da Noite, CTB – Companhia de Teatro de Braga e Teatro Vila Velha (Brasil), estreada em 2000.
Integra desde então o elenco da Companhia de Teatro de Braga, onde participou em quase todas as produções da companhia, com destaque para: “Grande Porto do Sul” (encenação de Rui Madeira); “Uma Comédia na Estação” de Samuel Benchetrit (enc. Rui Madeira); “Cantiga para Já” (autoria e encenação de Jean-Pierre Sarrazac); “Da Vida de Komikaze”, de Alexej Schipenko (enc. Rui Madeira); “Doroteia”, de Nelson Rodrigues (enc. Rui Madeira); “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente (enc. Rui Madeira); trilogia “1.José 2.Rubem 3.Fonseca”, de Rubem Fonseca (enc. António Augusto Barros); e “Projecto Oresteia: trilogia Agamémnon, Coéforas e Euménides”, de Ésquilo (enc.Rui Madeira).

Anúncios